NOJA Power

Artigos técnico

Publicado 06/2022

Mala de Interface de Teste

A injeção secundária é uma tarefa comum de comissionamento para ativos de controle e proteção de rede elétrica.

Para os ativos de proteção, o objetivo principal é testar e validar as configurações de proteção do equipamento, fornecendo evidências de que o equipamento está corretamente configurado e operando em conformidade com o projeto em caso de faltas.

Religadores montados em postes também são classificados como equipamentos de proteção a serem testados, e o sistema de religadores OSM da NOJA Power não é diferente.

Para concessionárias que optam pela injeção secundária em suas instalações de sistema de religadores OSM NOJA Power, uma mala de interface de testes torna-se necessária.

Essas malas são conhecidas como ITS, nas quais o número do sufixo descreve a versão e a aplicação do produto.

O modelo atual é o ITS-04, e as versões anteriores da ITS são projetadas para simular a interface do sensor das gerações anteriores do religador OSM NOJA Power.

Qual é a diferença entre os testes de injeção primária, secundária e terciária?

Todos esses métodos de teste de injeção envolvem o envio de um sinal ao sistema de proteção e a verificação da resposta do sistema.

Por exemplo, se um relé de sobrecorrente simples for projetado para operar com corrente primária de 100 A, um técnico pode enviar uma injeção de simulação de 100 A ao sistema e verificar a resposta do dispositivo. Para um teste completo, pontos adicionais abaixo e acima do ponto de teste garantem que ele não atue em correntes abaixo deste nível e continue operando em níveis mais altos.

A designação de injeção Primária, Secundária e Terciária descreve o local onde a injeção ocorre.

A injeção primária é a aplicação de corrente e tensão primárias ao disjuntor e a verificação da resposta do sistema como um todo.

A injeção secundária é a aplicação de sinais no lado secundário do equipamento primário.

Aplicação típica de campo com ITS-04 de injeção secundária. Observe a conexão do cabo blindado ao Controle do Religador RC-20, e os conectores coloridos ligados ao equipamento de injeção de sinal.
Aplicação típica de campo com ITS-04 de injeção secundária. Observe a conexão do cabo blindado ao Controle do Religador RC-20, e os conectores coloridos ligados ao equipamento de injeção de sinal.

A injeção terciária é a simulação de sinais digitais dentro do relé, que remove os conversores Analógico-Digital, o caminho do sinal e os sensores do equipamento primário do escopo de teste.

A injeção primária é o único teste que oferece uma revisão abrangente de todo o sistema. Por isso, a injeção primária é realizada na fábrica da NOJA Power em cada um dos dispositivos, para garantir que estejam totalmente funcionais.

No entanto, a injeção primária não é prática no campo, pois a geração local de altas tensões e correntes é um requisito dispendioso e geralmente está além do escopo razoável dos testes.

A injeção secundária permite o teste de quase todo o sistema, exceto dos sensores primários, proporcionando uma compensação razoável no custo do teste e na garantia do equipamento.

Por fim, a injeção terciária é uma simulação de software, obtida por meio de simuladores de softwares conectados ao relé, como o pacote de software CMS da NOJA Power.

A injeção terciária é geralmente usada para verificar novas configurações em um ambiente de escritório ou laboratório.

Para que serve a ITS?

ITS-04 NOJA Power, mostrando os pontos de injeção de corrente (canto inferior esquerdo), pontos de injeção de tensão (canto superior esquerdo) e terminais do simulador de chaveamento (azul)
ITS-04 NOJA Power, mostrando os pontos de injeção de corrente (canto inferior esquerdo), pontos de injeção de tensão (canto superior esquerdo) e terminais do simulador de chaveamento (azul)

De forma simplificada, o teste de injeção secundária.

A ITS-04 permite aos técnicos injetar sinais de tensão e corrente nos controles da Série RC da NOJA Power, para verificar o tempo de proteção e as respostas a esses sinais.

A ITS inclui proteção de front-end para os componentes eletrônicos sensíveis do controle do religador. Esta proteção oferece às concessionárias a garantia de que a injeção de correntes no sistema não danificará o controle do religador.

Não obstante, a ITS oferece um simulador para o equipamento de chaveamento primário. Esse simulador pode ser conectado à mala de teste de injeção para verificação dos tempos de resposta.

A ITS representa uma resposta de temporização típica de um Religador OSM, oferecendo uma maneira simples de verificar a resposta de temporização de todo o sistema de religadores.

Posso injetar diretamente em um Controle de Religador RC?

Não, devido ao risco de danos ao controle RC. Essa ação anularia a garantia do equipamento.

O sistema de Religador OSM da NOJA Power foi desenvolvido com imunidade a surtos integrada ao religador e à cadeia de sensores.

Se a injeção for feita diretamente no Controle de Religador RC, essa proteção é contornada, resultando em risco de danos ao equipamento.

O Sistema da ITS replica a proteção da cadeia de sinal do sensor, permitindo uma injeção segura no sistema, sem risco de danos aos componentes eletrônicos do Controle de Religador RC.

Qual é a ITS mais adequada para o meu Controle de Religador RC?

Para os Religadores OSM da NOJA Power, geração OSM210, OSM300 e OSM310, o dispositivo correto é a ITS-04.

A ITS-03 possuía duas variantes, uma para testar os sistemas OSM 210 e OSM 300 e outra para testar os sistemas OSM310 e OSM 300.

A ITS-04 harmoniza essas variantes, oferecendo a capacidade de testar sistemas de religadores da geração OSM210, OSM300 e OSM310 por meio de um único dispositivo.

Conclusão

“As injeções primária, secundária ou terciária são métodos de teste da operação de proteção dos nossos religadores“, comenta Neil O’Sullivan, Diretor Geral do Grupo NOJA Power.

A injeção primária testa todo o sistema, incluindo a capacidade integrada de medição de tensão e corrente no tanque, o cabo de controle e o controle propriamente dito.

A injeção secundária testa apenas o controle e, potencialmente, o cabo de controle, se ele estiver conectado à nossa ITS.

A injeção terciária, por ser uma simulação digital, testa as configurações de proteção carregadas apenas no controle, sem testar nenhum hardware do circuito de medição.

Cada uma tem suas próprias vantagens e desvantagens, mas todas estão disponíveis para uso com nossos produtos, dependendo do que o cliente deseja testar e comprovar.”

A ITS-04 oferece aos proprietários de ativos de rede um método seguro e confiável para a realização de testes de injeção secundária nos Religadores OSM NOJA Power. Para mais informações, visite www.nojapower.com.br ou entre em contato com seu distribuidor local NOJA Power.

Quer manter-se atualizado sobre a Tecnologia de Distribuição Energia?

Inscreva-se na nossa lista para um boletim técnico semanal gratuito, pois compartilhamos nossa experiência em Engenharia Elétrica Global diretamente em sua caixa de entrada

Inscreva-se

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar a visitar este site, você concorda com a nossa utilização de cookies. Mais Informações. Mais Informações