Glossário de termos

MPM - Módulo de Processamento Principal

OSM - Módulo de interruptor externo

O OSM é um religador externo de média tensão, leve, montado em poste. Possui proteção multidirecional, medição de corrente e tensão em todos os seis isoladores de passagem, é livre de SF6 ou isolantes de óleo. Os recursos completes de comunicação e SCADA são padrão, juntamente com E/S digital programável.

Religador

O religador é um disjuntor que incorpora um relé de fechamento automático e de disparo múltiplo, instalado em um alimentador de média tensão. São projetados para disparar quando uma falta é detectada e, em seguida, religar automaticamente após um período determinado, em uma tentativa de eliminar falhas transitórias do alimentador, diminuindo grandemente o tempo necessário para restaurar a energia.

Sensor Rogowski

Um sensor Rogowski é um projeto de TC com núcleo de ar, composto de uma bobina helicoidal. São imunes à saturação do núcleo em altas correntes de falta, produzem tensão segura (milivolts) com maior precisão em uma faixa mais ampla e são muito leves.

UTR - Unidade Terminal Remota

Unidade de controle remoto e monitoramento usada em sistemas SCADA.

SCADA - Controle de Supervisão e Aquisição de Dados

Os sistemas SCADA são usados para monitorar e controlar uma população de dispositivos remotos a partir de uma sala de controle central. Um protocolo de comunicação é necessário para receber e transmitir alarmes e demais dados. Os religadores NOJA Power são compatíveis com o sistema SCADA e oferece conectividade com RS232, USB, Ethernet, Wi-Fi e 4G e diversos protocolos, incluindo DNP3, 2179, IEC 60870-5-101 e 104 e IEC 61850.

SEF - Falta Sensível à Terra

A falta sensível à terra é uma forma de proteção de falta de aterramento capaz de detectar correntes de falta baixas. O religador OSM é capaz de detectar SEF de 0,2 a 80 A.

SF6 - Hexafluoreto de enxofre

Gás incolor e inodoro, usado para isolar o painel elétrico. Identificado pelo protocolo de KYOTO como um dos 6 gases do efeito estufa. O gás SF6 tem um impacto ambiental 23.800 vezes maior que o CO2 (dióxido de carbono) e uma vida útil atmosférica de até 3200 anos.