Reduções na emissão de carbono através da implementação de redes inteligentes (smart grid)

Os religadores automáticos permitem construção mais barata de linhas de distribuição de energia elétrica bidirecionais, essenciais para a implementação de uma rede inteligente.

Comunicado de imprensa

Abril 2013
Redes de eletricidade convencionais usam geração remota e centralizada.

Redes de eletricidade convencionais usam geração remota e centralizada.

A NOJA Power hoje destaca o papel essencial desempenhado pelos religadores automáticos (ACR) no reforço da rede elétrica para facilitar a interconexão dos recursos energéticos diversificados e ajudar às concessionárias na redução de emissões de carbono.

Os sistemas elétricos tradicionais são planejados em torno de uma estratégia que garanta que a geração de energia é suficiente para atender confortavelmente os picos de demanda com uma margem adicional para garantir a segurança do fornecimento. Em outros momentos, e especialmente à noite quando a demanda é baixa, muito da capacidade da rede de permanecem inutilizadas porém os grandes geradores - que não podem ser parado e reiniciado rapidamente - continuar a funcionar e a emitir carbono.

As redes inteligentes (smart grid) são uma nova e mais inteligente maneira de fornecer eletricidade combinando computação, comunicação digital, detecção e medição da rede elétrica para criar uma rede bidirecional e interativa que incentiva maior uso de fontes renováveis de energia.

As redes inteligentes equipadas com religadores automáticos (ACRs) permitem a conexão de pequenos geradores que utilizam fontes de energia renováveis, como a solar, eólica, geotérmica e das marés. Uma grande base instalada de fontes de energia renováveis poderia fornecer às concessionárias a garantia de que, quando um recurso não estiver disponível devido a, por exemplo, a falta de vento, outro vai estar prontamente disponível para tomar seu lugar. Combinada à capacidade de alternar rapidamente entre os recursos renováveis na rede usando ACRs, isso poderia reduzir a dependência de uma geração enorme, cara e ineficiente para atender picos de demanda.

De acordo com o Departamento de Mudanças Climáticas e Eficiência Energética do governo australiano, as emissões de carbono do país foram 580 megatoneladas em 2012[1]. Desta, estima-se que a geração de energia elétrica seja responsável por 35 por cento das emissões de carbono do país[2]. Uma rede inteligente totalmente implementada reduziria as emissões de carbono do sistema elétrico cerca de 25 por cento das emissões totais e em 9 por cento ou 52 megatoneladas por ano[3]. Uma redução deste montante equivale a uma economia de quase AUD$ 1,2 bilhão (ao preço 2012/13 de AUD$ 23 por tonelada determinado nos termos da legislação introduzida em 1 de julho de 2012) para os geradores e distribuidores de eletricidade abrangidos pelo esquema de preço de carbono da Austrália.

"Como um dispositivo padrão de na automação da distribuição, os ACRs permitem que distribuidores de eletricidade façam melhorias para tornar sua infraestrutura mais inteligente com eficiência em custos, evitando as despesas e o risco de "sobre-engenharia " associado com soluções personalizadas", diz Neil O´Sullivan, Presidente da NOJA Power. "Essas melhorias - especialmente quando melhoram a confiabilidade da rede e reduzem a frequência e a duração das interrupções - são vitais para garantir que a infraestrutura de transmissão e distribuição é capaz de lidar com a demanda futura.”

"Os ACRs (religadores automáticos) são blocos fundamentais na construção de redes inteligentes", continua O'Sullivan. "A capacidade dos religadores de ajudar às concessionárias a equilibrar a oferta e a demanda, alternar rapidamente entre fontes de energia renováveis ​​e proteger a rede é essencial se a alta eficiência e redução de emissões de carbono que as redes inteligentes prometem serão realizadas."

Unidades de ACRs da linha OSM NOJA Power de média tensão (15, 27 e 38 kV) (veja abaixo "Sobre a Linha OSM NOJA Power") tem sido instaladas por concessionárias em mais de 80 países ao redor do mundo. Os ACRs foram submetidos a completos ensaios de tipo em laboratórios de ensaios independentes, tais como KEMA na Holanda, conforme os padrões mais exigentes. Os ACRs NOJA Power usam dielétricos sólidos, substituindo substâncias hostis ao meio ambiente tais como o óleo ou gás hexafluoreto de enxofre (SF6) de produtos mais antigos.

A NOJA Power produziu um documento intitulado "Reduções na emissão de carbono através da implementação de uma rede inteligente", que detalha como religadores automáticos e outros dispositivos de automação da distribuição (DA) permitem que redes inteligentes reduzam as emissões de gases de efeito estufa na geração, transmissão e distribuição. O documento está disponível para download a partir do site da empresa,www.nojapower.com.br .

Referências:1. http://www.climatechange.gov.au/en/government/reduce/national-targets/fa...2. “The Garnaut Climate Change Review: Final Report”, R. Garnaut, 2008.3. “An Australian Smart Electric Grid – Critical infrastructure for addressing global warming”, Telecommunications Journal of Australia. Brendan Herron, CURRENT Group, LLC, 2009.

Uma rede inteligente permite resposta rápida para blackouts e diversificação da geração

Uma rede inteligente permite resposta rápida para blackouts e diversificação da geração.