NOJA Power melhora o firmware de Religador Automátio mais abrangente da indústria com a funcionalidade de seccionalizador, proteção direcional dinâmica e mais

Nova versão do firmware do Religador Automático NOJA Power adiciona recursos que melhoram a flexibilidade, facilidade de manutenção e simplifica a configuração para a implantação de smart grid.

Comunicado de imprensa

Janeiro 2015
Controle da NOJA Power e Software Management (CMS), incluindo nova funcionalidade seccionadora

Controle da NOJA Power e Software Management (CMS), incluindo nova funcionalidade seccionadora.

A NOJA Power anuncia o lançamento do Relé 1.12, uma plataforma de firmware atualizada para sua linha de Religadores Automáticos OSM (ACR ou "auto-religador"). Entre outras melhorias, o firmware agora inclui funcionalidade de seccionalizador, proteção direcional dinâmica, bloqueio de carga viva, canais lógicos adicionais e teste de bateria remoto.

A adição da funcionalidade seccionalizador ao firmware 1.12 permite às concessionárias a configurar o ACR como um religador convencional, um seccionalizador ou para funcionar como um ou outro, dependendo do tipo de falta. A ACR é capaz de realizar todas as três funções em qualquer direção do alimentador de energia elétrica. Para acessar as novas funcionalidades é preciso atualizar para a nova versão do software - não é necessária alterações de hardware.

Um ACR tem diversas vantagens sobre uma chave seccionalizadora convencional, incluindo a limitação da duração das interrupções no caso de uma falha, operação de milhares de vezes sob correntes de falha, e substituição do hexafluoreto de enxofre (SF6), gás de efeito de estufa, por dielétrico sólido (Consulte "Sobre Seccionalizador" abaixo.)

Outras melhorias do firmware incluem proteção direcional dinâmica e bloqueio de carga viva. A Proteção Direcional Dinâmica permite ao ACR reagir a uma mudança na direção de uma falta, mesmo no meio de uma sequência de autoreligamento. Anteriormente, a ACR se comprometeria a uma operação completa de religamento, mesmo se a falta mudasse de direção durante a operação. A Proteção Direcional Dinâmico é útil, por exemplo, quando ocorre uma sobrecorrente devido à comutação de carga. Anteriormente, a energia despejada devido à comutação de carga no primeiro ciclo faria com que o ACR se comprometesse à uma operação completa de religamento; mas com a proteção direcional dinâmica, o ACR detecta o retorno da energia no próximo ciclo como uma mudança de direção da falta e encerra a operação de religamento.

O Bloqueio de Carga Viva é uma vantagem em situações como quando uma carga assinante é perdida causando a operação do religador, e o gerador de back-up é iniciado. O ACR agora continua aberto caso detecte tensão no lado do assinante durante a operação de religamento para eliminar o risco de dano devido ao retorno da capacidade de geração não sincronizada.

O Relé 1.12 também inclui testes de bateria do sistema UPS do controle RC10. Anteriormente, uma visita periódica no local era necessária para verificar a bateria. Agora, um teste de bateria remoto determina se a bateria está saudável ou requer substituição.

Outros novos recursos do firmware 1.12 incluem a expansão de 8 para 32 para canais lógicos e variáveis configuráveis (os canais adicionais atendem à necessidade de clientes que necessitam de ponto SCADA extra ou automação) e suporte de formato de ponto de dados flutuante IEC 60870-5-104 / 101 (somando-se o suporte atual de formato de pontos escalados e normalizados).

O Software de Controle e Gerenciamento da NOJA Power (CMS) também recebeu uma atualização para facilitar a configuração das funcionalidades do Relé 1.12. O CMS é uma ferramenta de configuração usada com a linha de religadores OSM e controles RC10 da NOJA Power.

"As seccionalizadoras convencionais não têm a flexibilidade exigida pela automação de distribuição das redes inteligentes de hoje", diz Neil O'Sullivan, Diretor Geral da NOJA Power. "Ao embutir a funcionalidade de seccionalizadora no software supervisório dos nossos autoreligadores, agora oferecemos às concessionárias a opção de usar um autoreligador para substituir uma seccionalizadora convencional. O autoreligador pode também se tonar em um religador convencional quando a topologia de rede demandar através de uma simples mudança na configuração do Control RC10. O religador automático é um dispositivo mais capaz do que uma seccionadora. Um autoreligador NOJA Power é, por exemplo, capaz de fechar sob uma corrente de falta de 2 kA milhares de vezes. Isso não é possível com uma seccionaizadora sem causar danos permanentes ao dispositivo”.

"A versão 1.12 do software do relé elimina a necessidade de comprar e manter dois tipos de comutadores, simplificando a implementação de smart grid", acrescenta O'Sullivan.

A linha OSM de ACR da NOJA Power se beneficia da utilização de interrupção a vácuo e isolamento em dielétrico sólido, em vez de óleo ou hexafluoreto de enxofre (SF6), ambos prejudiciais ao meio ambiente, usados em seccionalizadoras e outros produtos mais antigos. Outra característica fundamental da linha OSM é a sua estrutura de aço inoxidável que a torna a única com isolação em dielétrico sólido e contenção e exaustão de arco interno no mercado. O projeto da contenção e exaustão de arco de falta está em conformidade com os requisitos da IEC62271-200 Cláusula 6.106 e Anexo A, e a eficácia deste importante recurso de segurança foi testada e verificada por meio de ensaios realizados por laboratórios independentes. A linha OSM também foi plenamente testada pelo laboratório independente KEMA na Holanda para garantir vida longa e confiabilidade sob as mais severas condições ambientais. (Consulte "Sobre a linha OSM da NOJA Power" abaixo).

Sobre Seccionnalizadoras

Uma seccionalizadora pode ser usada para reconfigurar a rede de distribuição em operação normal, mas não pode chavear condições de falta. Em uma configuração típica, as concessionárias colocam uma seccionalizadora a jusante de um religador automático. Se houver uma falta, o autoreligador irá abrir e religar um número definido de vezes (normalmente três) para tentar eliminar a falha. A seccionalizadora conta os ciclos de religamento e abre durante o tempo morto do ciclo final para isolar a seção do alimentador, no caso de uma falta não eliminada. O isolamento pela seccionalizadora maximiza a extensão da linha viva que pode ser mantida aberta.

As seccionalizadoras tem uma série de desvantagens em comparação aos Religador OSM da NOJA Power. Em primeiro lugar, elas devem ser utilizadas em conjunto com um ACR, o que aumenta a complexidade da rede e conduz a faltas mais longas em comparação a aplicações com ACRs apenas. Em segundo lugar, seccionalizadoras são dispositivos para interrupção de carga, com pouca ou nenhuma capacidade de interrupção de falta. O efeito provável de fechar uma seccionalizadora sob corrente de falha são danos permanentes, necessitando a substituição. Em contraste, a linha de ACRs OSM NOJA Power OSM ACR é projetada para 30.000 operações à plena carga e pode ser fechado sob corrente de falta de 2 kA mais de 2000 vezes sem qualquer dano. Finalmente, seccionalizadoras usam óleo ou gás SF6 na extinção do arco e isolamento, ao invés de interrupção a vácuo e isolação em dielétrico sólido conforme os religadores automáticos NOJA Power.